Angelina Jolie e Brad Pitt se separaram e as pessoas estão numa grande sofrência por causa disso.

Angelina Jolie e Brad Pitt

E não é só com Angelina Jolie e Brad Pitt que esse “fenômeno” acontece, foi meio que assim quando Fátima Bernardes e William Bonner se separaram também. Isso só pra citar os casos de 2016…

Sempre que um casal de longa data se separa, começa a chuva de comentários do tipo:

– Ai meu Deus!

– E o amor?

não pode ser gif

– Não existe amor, mesmo!

– Se ELES se separaram, é porque não existe amor, as pessoas não ficam pra sempre juntas…

pfv-pare

Apenas pare e pense na besteira que é isso tudo.

Por que as pessoas se desesperam quando um casal famoso que elas nem conhecem pessoalmente e que não influenciam nada na vida delas se separa?

Vejam bem, uma coisa é ficar triste quando um casal que você conhece se separa.

Você acompanhou a vida deles, costuma sair com os dois, gosta de ambos, imaginava que ficariam juntos pra sempre…

E então entram três fatores:

1) Empatia: você sabe que as pessoas que você ama estão passando por um momento muito difícil.

2) Saber que agora as coisas não vão mais ser como antes. Se é alguém da família que se separa, por exemplo, sua irmã e seu cunhado, você sabe que provavelmente o contato com o cunhado vai diminuir. Se é um casal de amigos, sabe que vai ser bem difícil que todos se divirtam juntos novamente.

3) Lamenta que os planos e sonhos que eles tinham juntos não vão se realizar.
Notem que nenhum desses fatores entra naqueles comentários da sofrência que citei no início do post.
MAS você não chega a duvidar do amor, porque sabe que aquelas são pessoas reais, que essas coisas acontecem mesmo e que na vida de casal podem acontecer coisas que as pessoas de fora nem imaginam.

shit-happensMas porque a atitude das pessoas é diferente em relação aos casais famosos? Eles são pessoas de verdade, passam pelos mesmos problemas que nós (ok, talvez não os MESMOS, tipo, discussão por causa do boleto das Casas Bahia) e estão sujeitos a complicações psicológicas e à ação da entropia como todos nós.

A questão é que as pessoas projetam nos famosos o mundo ideal, aquilo que almejam para si.

– Se Angelina Jolie e Brad Pitt/Fátima Bernardes e William Bonner estão juntos há tanto tempo, eu também posso ter um casamento eterno.
Eles se separaram?

desperation gif
* Esse post exagera a respeito das reações das pessoas, óbvio. É normal apenas pensar “puxa, que pena, uma família tão bonita.”. Isso é empatia. Mas já vi cada coisa dita e escrita a esse respeito, que olha… quase que sou eu nesse gif.

Não, gente. Não.

Não é porque um casal consegue algo que você vai conseguir também.

E não é porque Angelina Jolie e Brad Pitt não conseguiram que você não vai conseguir.
A felicidade de um relacionamento depende única e exclusivamente da dedicação do casal para superar problemas. E isso é cumulativo: quanto mais os dois se empenham, mais o relacionamento tem chance de ir pra frente e mais fácil fica de superar problemas futuros. parece simples colocando dessa forma, mas não é.

the-struggle-is-real-gif

Além disso, já me disse minha madrinha de casamento (que é casada e feliz há muitos anos): o segredo de um casamento feliz é ter paciência… MUITA paciência. E ela me disse isso respirando fundo, mostrado que às vezes temos que tirar a paciência do umbigo pra conseguir seguir em frente.

Respira fundo e releva a peruca que o moço deixou no sabonete, amiga!
Respira fundo e releva a peruca que o moço deixou no sabonete, amiga!

E, ainda assim, pode ser que um dia o casamento acabe porque, mais uma vez, eu digo: pessoas são complicadas, conviver é difícil.

E se um casamento acaba depois de muitos anos de felicidade, de filhos bem criados, de trabalhos feitos com união e tudo mais: dá para dizer que ele fracassou? Não, o casamento apenas durou quanto tinha que durar.

Dá para dizer que não existiu amor? Isso só o casal pode dizer. O amor, se não alimentado, definha. Simples assim.

Não culpem o amor. Não acusem ele de não existir.

Então, como vocês podem ver, o que faz um casamento feliz e duradouro não é a possibilidade de isso acontecer com base nas histórias dos outros.

Os outros são os outros.

Faça a sua parte buscando ser uma pessoa melhor. Procure alguém que faça o mesmo.

Paciência. Equilíbrio.

Menos mimimi e mais conversas olhos nos olhos para esclarecer questões e resolver problemas.

Menos briga, mais compreensão.

Menos mágoas, mais perdão.

Pare de lamentar a separação alheia e veja o que você e seu/sua parceiro/a podem fazer para que o mesmo não aconteça com vocês.

E pare de projetar nos casais famosos o que você quer para si. Isso, por si só, pode matar seu casamento.

Sejam vocês mesmos o casal dos seus sonhos.

 

 

Comente